Pular para o conteúdo principal

Postagens

Duncan, Ginobili, Parker: O big three de San Antonio

  Foto: Getty Images      A temporada 2002-03 foi a primeira de Tim Duncan, Tony Parker e Manu Ginobili pelo San Antonio Spurs. O primeiro já estava bem consolidado na liga, se tornando MVP duas vezes e ganhando dois títulos, além de protagonizar uma incrível dupla com David Robinson. O segundo estava na sua sophomore season (segunda temporada na liga) e já era um starter, depois de ganhar a vaga de Antonio Daniels na temporada anterior. O terceiro foi draftado na posição 57 e passou três anos jogando na Itália antes de sua rookie season na NBA. Três jogadores diferentes, três posições diferentes e vindos de três países diferentes. O Spurs mal poderia imaginar o que viria nos 14 anos do romance incrível desse big-3.     Duncan, Parker e Ginobili em sua primeira temporada possuíram uma média de 46.5 pontos por jogo ao fim da temporada regular (somados os 3). Essa grande contribuição do trio levou o San Antonio Spurs para o topo do oeste e para o topo de NBA, com um recorde de 60-22. Naq
Postagens recentes

O efeito Nikola Jokic

  Foto: Matthew Stockman / Getty Images      Dominar a liga sendo estrangeiro já é uma missão complicada, dominar a liga sendo um pivô na era dos alas é quase impossível, se você tiver essas duas características combinadas, deve ser muito acima da média para conseguir dominar a maior liga de basquete do mundo. Isso não parece ser um problema para Nikola Jokic, o atual MVP da NBA e um dos principais postulantes a vencer o prêmio novamente.      Nem sempre tudo foram flores para o sérvio. Jokic não entrou na NBA como uma grande promessa do basquetebol europeu diferentemente de atletas como Luka Dončić, por exemplo. Nikola foi apenas a 11ª escolha de segunda rodada do draft de 2014, 41ª escolha geral, atrás até mesmo de alguns nomes que nem se encontram na liga. O começo do jogador na liga foi estável, mas nada fora da curva, com médias de 10 pontos e 7 rebotes na temporada 15-16, ficando apenas em 10º na conferência oeste.       O Denver Nuggets começou a passar por um processo de renova

O histórico título de 2018/19 do Toronto Raptors

    Foto: Frank Gunn/The Canadian Press via AP      O Toronto Raptors chegou para a temporada 2018/19 com algumas mudanças importantes em relação a temporada anterior. Depois de ser eliminado pelo Cleveland Cavaliers de Lebron James em dois playoffs consecutivos (incluindo uma varrida no segundo round em 17/18), o técnico Dwane Casey* foi demitido da equipe canadense e para seu lugar chegou o novato Nick Nurse, assistente técnico do próprio Casey que iria ter seu primeiro trabalho como técnico de uma franquia da NBA. Além disso, o Toronto fez possivelmente a troca mais importante da sua história, obtendo Kawhi Leonard e Danny Green com os Spurs em troca de Demar DeRozan, Jakob Poeltl e uma escolha protegida de primeiro round do Draft de 2019 (Keldon Johnson).       Essas mudanças, ajudaram o Raptors a conseguir se classificar novamente para os playoffs numa ótima campanha na temporada regular com 58 vitórias e 24 derrotas, ficando uma vitória atrás da melhor campanha da franquia, que a

O curioso caso de Ben Simmons

    É fato que Ben Simmons está insatisfeito com o Philadelphia 76ers e não quer mais jogar pela franquia. Muitos sabem que os playoffs do armador deixaram a desejar, mas o que nem todo mundo sabe é que existem vários outros fatores que levaram ao rompimento da relação entre clube e jogador.       Ben foi draftado pela equipe da Philadelphia em 2016 na primeira escolha. Logo na sua temporada de estreia já mostrou o talento que tinha, porém com uma ressalva. Se mostrou um arremessador ruim, com pouco tato para a  meia distância e sequer tentando bolas de 3. Na época isso não foi tão levado em conta, por conta da juventude do atleta e por ser apenas sua rookie season.     Mas,  os anos que se sucederam, Simmons não apresentou uma grande evolução ofensiva no seu jogo, mantendo o mesmo estilo, apesar de uma crescente absurda na defesa, se tornando um dos principais defensores da liga. Esses detalhes geraram uma pressão da torcida e da mídia sobre o encaixe do armador com o Franchise Player

Kyrie Irving e os anti-vax's na NBA

     Foto: Jared C. Tilton / AFP      Embora muito fomentada no âmbito científico e extremamente aderida mundo afora, a vacina não é unanimidade e gera muitas controvérsias entre jogadores da NBA. Muitos declararam não ter confiança nos imunizantes, mesmo que a vacinação em massa venha mostrando o contrário.      Para tentar incentivar os jogadores e conscientizar a população, a maior liga de basquete do mundo tornou a vacina quase  obrigatória aos seus jogadores, caso os atletas não estejam imunizados, não poderão atuar nas partidas por um longo tempo, podendo perder até metade da temporada.      Trey Burke, armador do Dallas Mavericks,  Andrew Wiggins, ala do Golden State Warriors e principalmente o armador do Brooklyn Nets, Kyrie Irving, foram alguns dos que demonstraram indignação com a postura da liga. Wiggins, foi um dos que mais falou sobre isso, após ter entrado com um pedido de exceção por motivos religiosos e ter sido rejeitado pela liga, ele veio até os veículos de mídia e d

O novo rico do futebol inglês: Newcastle United

               Como se pode ver no título, o futebol tem um mais novo rico: o Newcastle United. O décimo nono da Premier League foi adquirido recentemente pelo Fundo de Investimento Público da Arábia Saudita. A negociação foi concretizada por 300 milhões de libras (2.2 bilhões de reais) e com esse grande investimento, o Newcastle vai buscar crescer no cenário inglês e futuramente no cenário europeu.     Podendo gastar até 205 milhões de libras ( 1.5 bilhão de reais) na próxima janela, o Newcastle entra no mercado agressivamente para melhorar logo o seu elenco e alguns nomes já foram ventilados pela imprensa mundial. Os possíveis novos jogadores do Newcastle são:  Van de Beek/Lingard/Bailly/Martial - Manchester United (via Daily Mirror) Philippe Coutinho - Barcelona (via Sport) Edinson Cavani - Manchester United (via TalkSport) Mauro Icardi - PSG (via Ás) Dembelé/Sergi Roberto - Barcelona (via Marca) Bale - Real Madrid, Lacazette - Arsenal e Keylor Navas - PSG (via The Sun).      Além d

O que esperar da próxima temporada da NBA?

      Foto: Divulgação / Chicago Bulls      Estamos praticamente no meio da pré-temporada e cada vez mais perto do início da temporada 21/22. Depois de alguns meses de descanso, preparação e negociações, os times continuam se preparando para fazer bonito, mas o que pode se esperar para a próxima temporada da NBA?     Campeão na temporada passada, o Milwaukee Bucks não fez grandes adições ao time, mantendo a base Giannis, Holiday e Middleton. Durante a Free Agency, a franquia de Wisconsin perdeu PJ Tucker, uma importante peça do último título, para o Heat, mas conseguiu manter Bobby Portis, outro dos destaques do time nos playoffs, além de trazer Grayson Allen para contribuir na posição de ala-armador do time.  Mas será que isso será o suficiente para o bi consecutivo nessa próxima temporada?     Para competir pelo título com o Bucks, surgem Lakers e Nets. A franquia de Los Angeles fez uma free agency muito ativa, obtendo o recordista de triplo-duplos Russell Westbrook junto ao Wizards,